Pages

5 de nov de 2013

E a mesma coisa de "sempre"...

Sabe aquela hora que você cansa por não saber mais o que fazer? chegou a minha, pelo menos é o que parece...
Sempre a mesma coisa, poxa. Chega dá um desgosto :'( . A gente fica triste com isso. Saber que a pessoa que você ama às vezes não parece tá nem ai para você. 
A gente mal se ver agora, o máximo é fim de semana pela manhã e segunda à tarde até  à noite, mas isso é por enquanto que não trabalho.. e quando eu começar a trabalhar? Será que a gente vai deixar de se falar de vez? Porque créditos no cell eu tenho e ele viu colocando.. é IMPOSSÍVEL ele não ter visto! Não nos falávamos na semana, porque eu estava sem crédito. e agora que tem, qual será a desculpa? Acho que hoje em dia, é mais fácil ele manter contato com quem mal ele conhece ou fala do que comigo. Mas por que essa mudança toda, caramba? Era MUITO atencioso e agora mais parece um desleixado. Eu o amo muito, mas essas atitudes a cada dia que se passa me deixam mais desgostosa.. =/ Será possível que é preciso mudar as atitudes para que ele possa se tocar de VERO? Talvez ainda nem se toque, porque o tanto de vezes que já falei não foi brincadeira não... E é pensando no nosso futuro, mas sempre tem que ter uma moto no meio. Futuro que ele diz não ser tão tarde, mas sendo bem realista de boa.. É dífícil de se acreditar, até porque não temos nada e o dinheiro que ele tem é para investir em uma nova moto.
 Nada contra motos! Até acho que estou começando a ter uma certa afinidade por elas de tanto ele falar. Mas vamos com calma... de vez em quando, acho que essa "paixão" que ele diz ter por motos, mais parece uma psicose: É moto 24h por dia! -__- Enfim, não posso mudar. É dele, né! Mas que isso tudo, no geral, me deixa chateada, ah... isso deixa e não é pouco não! 
Eu só espero que tudo se resolva, porque já não dá mais aguentar isso. Não quero fazer nada brusco, longe de mim, mas isso também já é demais! =/ não vou mentir, me sinto mais carente do que antes =( ... 

29 de ago de 2012

Olá pessoal ! ^^
Tinha sumido por algum tempinho, mas agora estou voltando a ativa com o Blog "Some Things", juntamente com o blog "Os Descobertos" ! \o
E falando neste último blog, só um convite que queria fazer a você que sempre gostou de escrever histórias, que já esteve ou está apaixonado, inspirado e escreve cartas, ou que queiram publicar suas histórias , mas não tem tempo suficiente para  fazer um blog e digitá-las,  essa é a oportunidade! 
Você pode mandar seus feitos para o email: hikarikenoy@hotmail.com , com nick ou seu próprio nome para exibição do autor e poderá juntamente comigo e os outros autores, participar do Blogspot " Os Descobertos" ^^cV . 
Como de vez em quando não posso acessar a net por assuntos pessoais a tratar, não prometerei postar todos os dias. Mas assim que tiver um tempinho , olharei de todos e postarei, com certeza! 

Divulguem e nos sigam, se puder ! ^^

Um abração a todos, kissus :3

23 de mar de 2012

Um Dia...

Um dia, quando as coisas melhorarem, muito depois do vestibular;
Quando você estiver na sua casa de praia ou deitado em algum lugar ao lado do seu amor, onde haja um céu bem grande e uma lua linda sobre a sua cabeça; e você beba, coma e gaste sem cerimônia.
Um dia... Quando as coisas finalmente melhorarem, nós vamos morrer de achar graça. ^^

                                                                                      (Vicente Jr relendo Horácio Dídimo)

O ódio e a indiferença

O contrário de bonito é feio, de rico é pobre, de preto é branco; isso se aprende antes de entrar na escola. Se você fizer uma enquête entre as crianças, ouvirá também que o contrário do amor é o ódio. Elas estão erradas. Faça uma enquête entre adultos e descubra a resposta certa: o contrário do amor não é o ódio... É a indiferença.
O que seria preferível: que a pessoa que você ama passasse a lhe odiar ou que lhe fosse totalmente indiferente? Que perdesse o sono imaginando maneiras de fazer você se dar mal ou que dormisse feito um anjo a noite inteira, esquecido por completo da sua existência? O ódio é também uma maneira de se estar com alguém. Já a indiferença não aceita declarações ou reclamações, seu nome não consta mais do que cadastro.
Para odiar alguém, precisamos reconhecer que esse alguém existe e que nos provoca sensações por piores que sejam. Para odiar alguém, precisamos de um coração, ainda que frio, e raciocínio, ainda que doente. Para odiar alguém, gastamos energia, neurônios e tempo. Odiar nos dá fios brancos no cabelo, rugas pela face e angústia no peito. Para odiar, necessitamos do objeto do ódio; necessitamos dele nem que seja para dedicar-lhe nosso rancor, nossa ira, nossa pouca sabedoria para entendê-lo e pouco humor para aturá-lo. O ódio se tivesse uma cor seria vermelho, tal a cor do amor.
Já para sermos indiferentes a alguém, precisamos do quê? De alguma coisa. A pessoa, em questão, pode saltar de bung-jump, assistir aula de fraque, ganhar um Oscar ou uma prisão perpétua, estamos nem aí. Não julgamos os seus atos, não observamos seus modos, não testemunhamos sua existência. Ela não nos exige olhos, boca, coração, cérebro, nosso corpo ignora sua presença e muito menos se dá conta de sua ausência. Não temos o número de telefone das pessoas para quem não ligamos. A indiferença se tivesse uma cor seria a cor da água, cor do ar, cor de nada.
Uma criança nunca experimentou essa sensação. Ou ela é muito amada, ou criticada pelo o que apronta. Uma criança está sempre em uma das pontas da gangorra, adoração ou queixas, mas nunca é ignorada. Só bem mais tarde, quando necessitar de atenção, que não seja materna ou paterna, é que descobrirá que o amor e o ódio habitam o mesmo universo, enquanto que a indiferença é um exílio no deserto.

20 de jan de 2012

Clã K.O.F. vs Toradora !!


          É nós NOVAMENTE de Cosplay \o_ !!!
                   SANA 2011 \m/(^-^)

16 de dez de 2011

Leaves Of Grass, de Walt Whitman.

"Seja você quem for
Agora segurando minha mão,
sem uma coisa há de ser tudo inútil
- é um leal aviso o que lhe dou
antes que continue a me tentar:
não sou aquele que você imagina,
mas muito diferente.

Quem é que gostaria
de vir a ser um seguidor meu?
Quem é que gostaria de lançar
sua candidatura ao meu afeto?

O caminho é suspeito,
o resultado é incerto, destrutivi talvez;
teriam que abrir mão de tudo mais
tendo eu a pretensão
de ser eu padrão único e exclusivo;
sua iniciação haveria de ser ainda assim
extrensa e fatigante,
toda a teoria de sua vida passada
e toda conformidade com as vidas em redor
precisariam ser abandonadas;
por isso deixe-me agora
antes de pertubar-se ainda mais,
deixe cair sua mão do meu ombro,
coloque-me de lado e siga seu caminho."

27 de ago de 2011

Estava eu deitada na rede, pensando em tudo o que aconteceu comigo, durante anos atrás. Não que eu queira  o passado , até porque é impossível, mas os bons momentos que tive nele.
Tipo, eu tinha (e ainda tenho, mas poucos são os que mantenho contato) amigos que eram mais que amigos; Faziam parte da minha vida, do meu dia a dia, eram um dos meus valiosos tesouros.
Eu vivia no meu mundo. Nele, as pessoas eram boas e sinceras, umas com as outras. Existia o Amor; Existia a Felicidade; Existia Paz...
Mas, como nem tudo são flores, encarei a realidade. Mas nessa realidade ainda existe um pouco das minhas fantasias. Quando o ano do meu antigo colégio acabou, cada amigo meu seguiu percursos diferentes. Os que ficaram perto de mim, eu os vejo quase todos os dias e os que não ficaram também... Os vejo em minha mente, minhas memórias...
O meu mundo? Percebi que ele era perfeito demais para ser verdade. Embora poucas pessoas sejam assim, ainda acredito no melhor. Acredito que, um dia, o mundo se torna melhor sim ^^.
Às vezes, eu mesma me pergunto: "Por que pensar tão alto, sendo que o mundo está no "topo da baixeza humana" ?. E eu mesma me responda: "Porque é com os sonhos que se constroi a vida. Sem eles, não há um planejamento completo."
Todos temos sonhos, temos recordações, temos o nosso mundo, temos O Nosso Deus... Basta acreditar que existe!!!